Um dos blogs da Adega do Abade (www.adegadoabade.com.br)

1. Zitologia é o estudo da cerveja.
2. As receitas mais antigas de fazer cerveja têm mais de 6 mil anos de idade
3. A propaganda mais antiga de cerveja tinha o desenho de uma mulher de seios fartos segurando dois copos de cerveja e dizia o seguinte: “Beba Cerveja Elba. A cerveja com coração de leão.” Parece que, nesse quesito, os criadores de propaganda de cerveja não mudaram muito
4. As primeiras cervejeiras profissionais eram mulheres.
5. O lúpulo é da família da Marijuana
6. Quando os cervejeiros ingleses tentaram mandar suas cervejas pale ale para a Índia, ela estragava nos navios. Para conservar o produto, passaram a adicionar mais álcool e lúpulo. Assim foi criado um tipo novo de cerveja extra forte: a Índia Pale Ale.
7. Existem 200 tipos de cervejas
8. Cenosilicafobia é o medo de um copo de cerveja vazio
9. A cerveja mais cara do mundo é a Vieille Bon Secours. Ela só é vendida em um bar em Londres, o Bierdrome, por U$ 1.000 a garrafa
10. A mais antiga cervejaria do mundo é a Bayeriche Staatsbrauerie , perto de Munique, fundada em 1040.
11. A cerveja contém quase todos os minerais que necessitamos. Era a dieta básica de vários povos antigos e da Idade Média na Europa, quando era difícil comer bem. Você tinha que beber cerveja pra sobreviver.
12. Um estudo do New England Journal of Medicine descobriu que mulheres que bebem moderadamente tem funções cognitivas melhores comparadas às que não bebem. O álcool aumenta o colesterol bom.
13. Outro estudo, dessa vez feito pelo American Journal of Epidemiology, descobriu que beber cerveja diminui o risco de pedras nos rins em homens. Uma garrafa por dia diminui o risco em 40%
14. Cerveja fortifica os ossos.Estudo feito pelo American Journal of Clinical Nutrition aponta que a cerveja protege a densidade mineral dos ossos
15. Historicamente, fazer cerveja era tarefa nobre. No Peru, as mulheres nobres trabalhavam nas cervejarias. Elas tinham que ser extremamente bem nascidas ou lindas
16. No Egito Antigo tinha uma lei escrita que proibia os homens de fazer ou vender cerveja
17. No século 19, as mães alemãs tomavam até 7 pints (ou 0,665 litros de cerveja) por dia porque achavam que precisavam disso pra amamentar. Hoje em dia as mães tomam um copo de Caracu com ovo pelo mesmo motivo
18. Uma das leis mais antigas do mundo veio do Rei Hamurabi, na Babilônia. Todo mundo tinha que tomar certa quantidade de cerveja, que era determinada pelo status social de cada um. As mulheres que servissem cerveja ruim eram afogadas
19. A República Tcheca bebe mais cerveja per capita do que qualquer outro país
20. As primeiras latas de cerveja foram produzidas em 1935. As pessoas não iam mais às cervejarias para beber e precisavam levar as cervejas pra casa

Esta OPA é uma English Pale Ale e não uma American Pale Ale. É importante notar isso porque embora a Pale Ale seja um estilo comum e não muito valorizado, a versão inglesa tem mais malte, o que lhe confere mais sabor

E isso é exatamente o que a gente nota na OPA Pale Ale. A cerveja tem corpo médio para leve, cor dourada intensa e pouca carbonatação (nem formou espuma) mas o paladar e o aroma são bem agradáveis

opa-bier-pale-ale-rotulo

A expressão “pale” geralmente está associada a uma cerveja sem personalidade, sejam pale lagers (o estilo mais consumido no mundo junto com as pilsen), sejam pale ales. Um pouco mais de malte aqui, um lúpulo ligeiramente diferente ali, uma fermentação levemente acelerada ou retardada e tem-se mais um rótulo no mercado.

opa_pale_ale_600

Por outro lado, quando o mestre cervejeiro acerta a mão, o produto agrada bastante sem perder sua característica básica: é uma cerveja universal, que acompanha praticamente qualquer prato, em qualquer ocasião, e pode ser bebida a vontade sem “empapar”

Experimente sua Opa Pale Ale com o que quiser mas ela provavelmente valorizará queijos e carnes em geral, bem como salsichas, salames e outras carnes condimentadas. E não esqueça de gelar. Teoricamente English Pale Ales devem ser servidas ao redor de 8 graus. Mas não atrapalhará em nada se esta Opa for servida mais gelada, ao redor de 4 graus

Tem uma boa oferta de Opas Pale Ale na Adega do Abade, cujo estoque está próximo do vencimento. Aproveite a oportunidade clicando aqui.

O rosto do velhinho de barbas brancas me encara há meses lá no estoque. A Urthel Saisonnière é uma das cervejas comercializadas pela Adega do Abade, a minha loja de cervejas especiais. Com tantos rótulos a serem degustados, a Urthel foi ficando, ficando e ficando até que hoje eu resolvi dar um fim à agonia do velhinho.

urthel_saisonniere-2Indo de trás pra frente. A Urthel é daquelas cervejas que você odeia o primeiro gole e adora o último. Muito amarga e muito carbonatada no começo, a sensação inicial não é positiva. Entretanto, o excesso de gás desaparece rapidamente e depois de algum tempo nossa boca se acostuma ao amargor. É quando a Urthel se revela uma cerveja deliciosa e difícil de entender

Cervejas sazonais são quase sempre incomuns. A Urthel adiciona uma pitada adicional de originalidade na formula misturando 20% de trigo ao malte de cevada. Resulta um produto de aroma predominantemente cítrico (embora alguns revisores profissionais também tenham identificado toque florais e herbáceos), forte presença do lúpulo e a sensação de algum tempero, como coentro. Cerveja leve, delicada, diferente e muito curiosa. Certamente não pro churrasco de domingo

urthel-saisonniere2O paladar brasileiro é acostumado à cervejas com pouco amargor. A Urthel vai na direção contrária. Em países onde as cervejas são normalmente mais amargas, a Saisonnière agrada em cheio. Aqui pode ser considerada uma cerveja de nicho. Sirva sua Urthel acompanhando comida condimentada e queijos fortes

Quando for servir, atenção ao fundo da garrafa. A Urthel não é filtrada e, assim como nas cervejas de trigo, o fabricante recomenda agitar o fundo da garrafa para servir os resíduos de levedura.

Compre a Urthel na Adega do Abade a um super preço clicando aqui

Oktoberfest

cabalgata_oktoberfest_1688Todo mundo sabe pelo menos duas coisas sobre a Oktoberfest: acontece em outubro (o que está errado, porque ela começa em 15 de setembro e termina em 2 de outubro) e em Munique. Mas ela é bem mais do que isso. Hoje a Oktoberfest é evento global que há muito extrapolou as fronteiras de sua cidade natal. Em Munique a festa atrai mais de 6 milhões de visitantes todo ano. Outros tantos se espalham pelas Oktoberfest do Canadá, Brasil e Estados Unidos (as principais) e também as da Austrália, Argentina, China (China ??) e África do Sul. No restante da Europa o orgulho nacional impede a existência de uma festa germânica de corpo e alma.

oktoberfest-2013-09A Oktoberfest surgiu como uma celebração de casamento. O príncipe Ludwig casou-se com a princesa Therese of Saxe Hildburghausen em outubro de 1810 e para celebrar suas bodas convidaram todos os moradores de Munique. Os festejos duraram vários dias durante os quais se realizaram corrida de cavalos, degustação de vinhos e cervejas, apresentação de grupos musicais e companhias de danças, todos devidamente premiados. O sucesso foi tão grande que a festa se perpetuou em formato de festival. Tirando os períodos de guerra ou de doenças epidêmicas, a Oktoberfest vem se repetindo todos os anos há 2 séculos.

paulaner_oktoberfest_marzen_11-2oz_bottle_and_beer_mugOktoberfest é uma marca que pertence à Associação das Cervejarias de Munique. Pelas regras, apenas cervejas do estilo Marzen fabricados na cidade de Munique podem ser oferecidos com a marca Oktoberfest. As 6 cervejarias que a produzem são: Augustiner-Bräu, Hacker-Pschorr-Bräu, Löwenbräu, Paulaner, Spatenbräu e Staatliches Hofbräu-München. Elas operam tendas temáticas, que dividem o espaço com tendas menores de vinho, café, energéticos e “coquetéis exóticos”.

hacker-pschorr_oktoberfest_girl_remixMarzen é um estilo que remonta ao inicio do século 19, quando a produção de cerveja era severamente prejudicada no meses de verão pelo ataque de bactérias. Tradicionalmente a cerveja era preparada apenas no inverso. Mas por essa técnica, o mosto é produzido em março, acondicionado em tambores mantidos no subsolo fresco e fica fermentando lentamente durante todo o verão, deixando a cerveja pronta para ser consumida no início do outono, coincidentemente quando acontece a Oktoberfest. A Marzenbier original era escura mas com o passar do tempo foi sendo clareada até atingir o dourado atual.

Curiosidade 1: Munique, em alemão, significa monges. Na época medieval a cidade era o berço de muitos monastérios que mantiveram viva a técnica de produção de cerveja para consumo dos padres. Não por acaso, algumas de suas melhores cervejarias até hoje se chamam Augustiner, Franziskaner e Paulaner

Curiosidade 2: a Oktoberfest é visitada todo ano por 6 milhões de pessoas, que consomem cerca de 7,7 milhões de litros de cerveja, que se transformam em alguns milhões de litros de xixi. Para dar conta do recado são disponibilizados 1.800 banheiros químicos

Curiosidade 3: como o povo fala muito alto na rua, as pessoas não conseguem usar o celular. Muitas recorrem aos toaletes, onde o nível de ruído é menor, atrapalhando a vida dos mijões. Para evitar isso, em 2005 cogitou-se instalar gaiolas de Faraday ao redor dos banheiros. Infelizmente, tal medida é proibida por lei, além de ser muito cara. A solução encontrada foi bem mais simples. Instalaram alto-falantes tocando música alta dentro dos toaletes

Venha experimentar cervejas alemãs na Adega do Abade clicando aqui

Ontem foi dia de degustar uma cerveja que há tempos eu namoro: uma Rochefort Trappist. Dos 3 tipos produzidos na cervejaria do mosteiro de Notre Dame de Saint-Remy, só tinhamos um disponivel na Adega do Abade: a de número 6.

rochefort 6 6Denominação de cerveja é uma dessas incógnitas da vida que merecerá um post em breve. Este mosteiro resolveu dar números para suas cervejas em lugar de nomes completos. A de número 6, ao contrário do que seria de se esperar (considerando-se ser produzida num mosteiro trapista), é uma Belgian Strong Ale com 7,5 graus de álcool. Seu paladar é único, muito variado em sabores e aromas, praticamente sem espuma e de cor dourada escura. A cerveja é encorpada, com tonalidades de frutas, um leve adocicado e razoavelmente carbonatada.

rochefort 6 taçaA Rochefort é um produto para ser degustado com calma e não uma cerveja para matar a sede. Para matar a sede e dirimir o calor prefira uma lager de boa qualidade.

Nossa trappista foi acompanhada de salsichas vienenses e cesta de pão ciabatta recém saído do forno. Em seguida degustamos presunto cru italiano recoberto por bom azeite espanhol e cesta de pães variados.

trapistenklooster-latrappe-koningshoeven-steven-montfoortEm 1884, a Abadia holandesa de Koningshoeven cria uma cervejaria para financiar a si própria e suas obras de caridade. Por ser da ordem monástica trapista, a abadia batizou suas cervejas de La Trappe. Surge um ícone da cervejaria mundial e um novo estilo de cerveja: a trapista.

Desde o início, a cervejaria Koningshoeven foi gerenciada como negócio cujo objetivo era dar lucro. Por muito tempo, a abadia manteve uma rede de bares próprios instalada a seu redor. Também alugava suas instalações para pequenas cervejarias artesanais. Em 1969, os monges transferiram suas operações para a cervejaria Artois (hoje pertencente à InBev) mas após onze anos retomaram o controle das operações e refizeram o portfolio de produtos, focando em um rótulo específico que vinha sendo produzido em quantidades bem pequenas há décadas: a Quadrupel. Nos anos seguintes, novos rótulos foram criados: em 1987 surgem a Dubbel e a Tripel, seguidas pela Blond em 1992 (derivada da Enkel, uma cerveja não comercial produzida em quantidades mínimas e servida apenas nas refeições dos monges)

Outros mosteiros trapistas seguiram a iniciativa da Koningshoeven e também criaram suas próprias cervejas. Entretanto, um produto tão especial obviamente atrairia a atenção de cervejarias comerciais. Para evitar uma invasão de mercado, com consequente queda de qualidade e depreciação do estilo, oito mosteiros trapistas criaram a International Trappist Association em 1997, cujo objetivo era certificar a produção e emitir um selo de autenticidade. Apenas as cervejarias reconhecidas poderiam usar o selo “trappist”. Hoje, dos 171 mosteiros trapistas existentes no mundo, apenas 11 são reconhecidos como produtores deste tipo de cerveja:

  • Rochefort, Achel, Orval, Westmalle, Westvleteren e Chimay na Bélgica
  • Koningshoeven e Abdij Maria Toevlucht na Holanda
  • Engelszell na Áustria
  • St. Joseph’s Abbey nos EUA
  • Abbazia delle Tre Fontane na Italia

A La Trappe continua sendo a marca mais conhecida e comercializada de cervejas trapistas. O portfolio é composto por nove rótulos: Blond, Dubbel, Isid´Or (homenagem a Santo Isidoro), Tripel, Quadrupel, Quadrupel Oak Aged (envelhecida 12 meses em tonéis de carvalho), Witte Trappist (única cerveja de trigo produzida por um mosteiro trapista), Bockbier (sazonal) e PUUR (cerveja orgânica).

O mosteiro de Koningsheven é aberto à visitação. O tour inclui o local de produção das cervejas, uma área de degustação (onde são servidas também guloseimas produzidas pelos monges) e uma parada estratégica na loja

A Adega do Abade tem um ótimo sortimento de cervejas trapistas, incluindo a La Trappe. Conheça clicando aqui

Uma decisão sempre difícil na hora de convidar os amigos para uma noitada de sábado em casa é escolher a cerveja que melhor combina com os petiscos. No inverno a gente gosta de tomar cervejas escuras, mais encorpadas, com mais paladar e álcool.

As stouts são uma escolha bastante popular para esses dias. E elas combinam super bem com tábua de queijos duros (cheddar, grana padano, parmesão, provolone, gruyere, ementhal e reino) e frios (salame, presunto cru, copa, zampone, pancetta e qualquer outro embutido curtido ou condimentado).

Se quiser enriquecer a mesa, acrescente patês de sabor forte, além de pães diversos, claro. Se você não for muito fã de embutidos, pode trocar por filé aperitivo, salsichas condimentadas e linguiças. E o detalhe legal é que as stouts também harmonizam com chocolates e quase todas as sobremesas

A Adega do Abade tem ótimos rótulos de Stouts para você. Visite o site acessando aqui e confira.

Nuvem de tags